APÓS DECRETO, PREFEITURA FISCALIZA COMÉRCIO ABERTO SEM AUTORIZAÇÃO

Agentes da Secretaria Municipal Ordem Pública (SEMOP) realizaram a fiscalização e atenderam denúncias de comércios abertos em diversos locais da cidade. Após a publicação do Decreto 3.340/2020, somente serviços essenciais podem continuar em funcionamento, como forma combater o novo coronavírus (COVID-19).

“Como foi o primeiro dia após a publicação do Decreto, nós fizemos um trabalho de conscientização pedindo para as lojas fecharem, não emitimos multas no primeiro aviso. Mas se o comércio insistir em abrir poderão ser aplicadas multas”, explicou o secretário de Ordem Pública, Everson Moraes.

A fiscalização do domingo foi realizada até a meia noite, a SMOP está fazendo a ronda e atendendo denúncias de comércios que não estão obedecendo ao decreto. A Prefeitura pede a todos que puderem, que evitem sair de casa, para combater a pandemia do coronavírus.

De acordo com o decreto não está autorizado o funcionamento de restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres (bares, trailers, barracas de lanches e etc) apenas para entregas em domicílio; academias e estúdios em geral, centros de ginástica, casas de festas e estabelecimentos similares;todo e qualquer estabelecimento de comércio ou serviços, à exceção dos expressamente mencionados no decreto.

DEIXE UMA RESPOSTA