COVID-19: MAGÉ EM RISCO MODERADO DA DOENÇA

Vigilância Epidemiológica alerta possível mudança da bandeira amarela para a laranja

Magé está no nível moderado de risco de contaminação pelo novo coronavírus, na bandeira amarela, de acordo com a análise epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde. Mas se os casos aumentarem nas próximas semanas, pode evoluir para a bandeira laranja.

A Coordenação de Vigilância Epidemiológica municipal analisa e acompanha o comportamento da doença na cidade. Na última semana, 130 novos casos foram registrados e 446 pacientes em acompanhamento.

“Estamos com 43,08% de taxa de incidência da Covid-19 na cidade. Esse cálculo é feito com o cruzamento dos registros de novos casos sobre a população. Sobre as internações, chegamos em 53,06% de leitos ocupados, entre os destinados aos pacientes da Covid-19”, detalhou o coordenador de Vigilância em Saúde, Daniel da Paz.

O aumento percentual dessas taxas pode levar a mudar a classificação de risco da pandemia na cidade. “Se os números continuarem a subir nas próximas duas semanas, ultrapassando os 50%, que são um dos critérios epidemiológicos de avaliação do comportamento desse vírus, temos a possibilidade de mudar para a bandeira laranja”, avalia o coordenador.

Teste rápido de diagnóstico, modelo fornecido pelo Ministério da Saúde para detecção de quem está no período da doença. Foto: SMS Magé

Testes rápidos e disque saúde

Com 12 polos de testagem rápida para os pacientes com sinais e sintomas do novo coronavírus que foram notificados após atendimento médico, a Secretaria Municipal de Saúde de Magé realizou 768 testes só na última semana.

Ao apresentar sinais e sintomas, o cidadão pode fazer contato através do Disque Saúde para receber orientações adequadas antes de ir ao hospital. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira das 9h às 17h. Caso o paciente passe por atendimento médico e seja encaminhado para testagem, os polos realizam o agendamento para o período entre o 10º e o 14º dia de sintomas.

DEIXE UMA RESPOSTA